O Setor elétrico regulatório

No Brasil, o setor elétrico tem o sistema regulador mais desenvolvido, a ANEEL, criada em benefício da sociedade, com o objetivo de oferecer condições favoráveis para que o mercado de energia elétrica se desenvolva com equilíbrio entre os agentes e ampliar a descentralização.

Com a fundação da ANEEL, suas principais contribuições foram a disseminação da cultura da regulação para atender ao interesse público, a ampliação da participação da sociedade e dos mecanismos de transparência, além da redução da assimetria de informações.

O setor elétrico se divide da seguinte forma:

 

 

  • Geração
    • A hidráulica utiliza a força da água (quedas) para rodar uma turbina.
    • A térmica utiliza o vapor gerado por uma caldeira, a qual pode ser aquecida por óleo, gás, biomassa e por outras queimas, ou por um gerador nuclear.
    • A eólica utiliza a energia que provém do vento, produzida pela transformação da energia cinética do vento em energia elétrica.
  • Transmissão
  • Distribuição
  • Comercialização

A Apsis se destaca na prestação de serviços de avaliação e consultoria regulatória no setor de serviços públicos regulados, com comprovada experiência como consultoria independente especializada em avaliações e geração de valor para os seus clientes, a qual foi adquirida em projetos realizados nas principais empresas da área.

Time Apsis – Marcelo Nascimento

Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL)

Acende Brasil – O observatório do setor elétrico brasileiro.

+ posts

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.