valuation

Valuation: entenda as duas principais metodologias acerca do processo

Valuation é o processo de definir o valor de uma empresa. Para a sua execução, é possível contar com uma consultoria para realizar a análise no seu negócio, considerando as normas do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), o qual atende a regras internacionais.

A consultoria elabora um parecer financeiro sobre a corporação e os seus ativos tangíveis e intangíveis. Desse modo, é possível obter o chamado fair value ou o valor justo, o preço potencial de uma empresa em um determinado contexto do mercado.

A seguir, confira por que vale a pena elaborar um Valuation e quais são as principais metodologias usadas nas avaliações. Por fim, conheça cases da Apsis. Boa leitura!

Qual é a importância do Valuation

O Valuation pode ser elaborado com diversos objetivos. Entre eles, podemos pontuar alguns exemplos:

  • Compra ou venda: a análise será realizada para a negociação de uma empresa. Portanto, é interessante tanto para quem pretende vender quanto para quem quer comprar.
  • Segurança para o financiamento: a companhia pode necessitar captar uma dívida ou adquirir capital para um projeto de expansão. Nesse caso, os investidores precisam saber sobre a geração de caixa da empresa e o valor do negócio.
  • Finalidades tributárias e legais: também é possível utilizar o Valuation quando há saída ou entrada de sócios de uma corporação, assim como em disputas judiciais.
  • Gestão financeira: a avaliação ainda é útil para revelar em qual fase uma organização se encontra. Isso é utilizado tanto em startups que estão em expansão quanto em empresas mais estruturadas com o objetivo de atrair investidores.

Metodologias de Valuation: confira as duas principais avaliações na prática

As duas principais metodologias usadas em Valuation são por múltiplos de mercado e por fluxo de caixa descontado. Saiba mais!

Avaliação por múltiplos de mercado

O método de múltiplos de mercado é utilizado para contrapor múltiplos de uma empresa com outras que atuam no mesmo segmento. Assim, um múltiplo é um indicador usado para comparar corporações de uma mesma área.

Nesse caso, pode ser usado o faturamento ou o lucro, por exemplo. Para fazer esse tipo de avaliação, é importante ter conhecimento sobre o mercado no qual a empresa atua e atentar-se a alguns fatores, como o posicionamento, a estrutura financeira e o estágio das companhias que serão acrescentadas na comparação.

Avaliação por fluxo de caixa descontado

Também temos a avaliação amplamente chamada DCF (Discounted Cash Flow), ou seja, fluxo de caixa descontado. Com essa metodologia, pretende-se projetar o caixa gerado ano a ano.

A avaliação inicia com a linha de receita bruta e a retirada de impostos diretos (como PIS/COFINS e ICMS), além de custos, despesas, Imposto de Renda (sobre o resultado operacional), depreciação, amortização, até chegar ao lucro líquido.

Nesse ponto, ainda é necessário realizar ajustes para transformar o lucro no caixa. Isso acontece porque os lucros seguem algumas normas contábeis e, por esse motivo, nem sempre refletem o caixa gerado naquele período. Como exemplos dessas distorções, podemos citar o regime de competência versus o regime de caixa, a despesa de depreciação que aparece no cálculo dos lucros contábeis, mas não reflete desembolso de caixa, além do investimento, que não transita pelo DRE.

Por exemplo, caso a companhia comercialize um produto com parcelamento em 12 meses e sem entrada, é possível obter lucro considerando a receita e o custo naquele período. No entanto, o ganho relativo a essa venda ainda não entra no caixa , visto que está nas contas a receber.

Dessa maneira, o lucro líquido passa por ajustes para chegar ao caixa efetivamente gerado. Além disso, é necessário descontar do caixa gerado a cada período por uma taxa de desconto adequada àquele ativo. Comumente, caso o avaliador esteja trabalhando com o fluxo de caixa da firma, a taxa de desconto será o WACC (Weighted Average Cost of Capital), que é o custo médio ponderado de capital.

Confira alguns cases de Valuation da Apsis

A missão da Apsis é prestar consultoria com o objetivo de orientar, com excelência, os clientes quanto à melhor forma de identificar, mensurar, gerir e otimizar seus valores. Conheça alguns dos nossos cases:

Lojas Americanas e B2W

No contexto da reestruturação societária envolvendo essas duas empresas, a Apsis cumpriu a função de elaborar o patrimônio líquido avaliado a preços de mercado, incluindo a avaliação dos ativos tangíveis e intangíveis, com a finalidade de apurar a relação de troca de ações.

Gol e Smiles

A Apsis também foi responsável pela elaboração do patrimônio líquido avaliado a preços de mercado, incluindo avaliação dos ativos tangíveis e intangíveis, diante da reestruturação societária envolvendo a Gol e a Smiles, com fins de apuração da relação de troca de ações.

Localiza e Unidas

A Apsis participou do processo de fusão da Localiza com a Unidas, elaborando os laudos de avaliação de teste de relação de troca das ações das companhias para apresentação na Assembleia Geral de Acionistas de ambas as empresas e incorporação das ações de Unidas em Localiza. Além disso, a Apsis auxiliou com a elaboração de Pre Purchase Price Allocation para o desenvolvimento das Demonstrações Financeiras Pró-forma.

Gostou de aprender sobre as metodologias do processo de Valuation nas empresas? Entre em contato conosco para saber como podemos ajudar a levantar o real valor da sua empresa!

+ posts

Compartilhar este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *