Azul prevê disputa mais acirrada

Com o fortalecimento da atuação da Gol e da Tam na aviação regional – com as aquisições da Webjet, Trip e Pantanal – a Azul acredita que a competição pode ficar mais dura em alguns segmentos.

“Devemos sofrer competição mais acirrada em alguns mercados, mas não muda nossos planos estratégicos de longo prazo”, disse Gianfranco Beting, diretor de Comunicação, Marca e Produto da Azul. Em junho, a Azul registrou uma participação de 8,61% no mercado de aviação doméstico, o que lhe deu o terceiro lugar no setor. A empresa é seguida justamente pela Webjet, que está em processo de compra pela Gol (e soma 5,51% de participação) e pela Trip, na qual a TAM comprou 31% de participação (com 3,24% do mercado).

Com as aquisições, as aéreas terão pela frente a dificuldade de integração de empresas diferentes, acredita Beting. “Essas empresas foram compradas por maiores, vemos isso como um movimento natural”, disse o diretor. As empresas foram compradas pelas líderes do setor. TAM e Gol dominam a aviação nacional, com participações de 41,68% e 37,13%, respectivamente. Os dados são da Anac, referentes ao mês de junho.

A Azul não tem nenhum plano de aquisições ou fusões, mas segue atenta aos movimentos do mercado, segundo Beting. A Azul lançou hoje um novo posicionamento de marca – o slogan “Azul. Você lá em cima”, como forma de valorizar passageiros e funcionários. A ação inclui um avião com pintura especial. O posicionamento não implica nenhuma mudança estratégia.

Aeroportos

O governo já anunciou a concessão de três aeroportos do país – Guarulhos, Viracopos e Brasília. A Azul está observando as condições de participação para decidir se tem interesse, segundo Beting. Dos três aeroportos (GHuarulhos, Brasília e Viracopos), o interesse maior da Azul seria no de Campinas, que é sua principal base de operação.

(Beatriz Olivon l Exame)

+ posts

Compartilhar este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *