Boa Vista assume operação da Equifax no Brasil

SÃO PAULO – A Boa Vista Serviços, birô de crédito criado pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) em conjunto com o fundo de private equity TMG, anunciou ter completado a transação para assumir a operação brasileira da americana Equifax.

Com pouco mais de uma década de atuação no país, a Equifax é bastante conhecida no segmento corporativo, com clientes como Casas Bahia, Marisa, Itaú, Bradesco, SulAmérica Seguros, Claro e TIM. Mas entre as pessoas físicas não é tão popular como a concorrente Serasa Experian, que acabou virando sinônimo de restrição financeira.

Em dezembro, a Equifax tinha anunciado novo presidente, exclusivo para tocar as operações locais. Elias Sfeir, egresso da AT&T, foi nomeado com a missão de dar mais robustez à franquia brasileira, que representava uma fatia pequena no resultado global da empresa.

Pelas demonstrações financeiras de 2009, 75% das receitas operacionais da Equifax  , de US$ 1,8 bilhão, tinham sido originadas nos Estados Unidos, com outros 7% no Canadá, 6% no Reino Unido e 8% em outros mercados. O Brasil ocupava a lanterna, com participação de 4% e uma contribuição de US$ 82,3 milhões.

Às vésperas da sanção presidencial ao cadastro positivo, a movimentação no segmento de birôs é emblemática de como esse setor deve ganhar relevância no país.

A Equifax vai se juntar ao grupo de acionistas que fundaram a Boa Vista, em novembro de 2010: Associação Comercial de São Paulo (ACSP), controladora; Associação Comercial do Paraná; Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro; Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre e TMG Capital, o acionista gestor. A Equifax terá um assento no conselho de administração.

As negociações foram conduzidas pela TMG Capital e a unificação das operações ocorrerá sob a marca da Boa Vista Serviços.

(Adriana Cotias | Valor)

+ posts

Compartilhar este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *