BTG Pactual compra fatia no grupo STR

O banco de investimentos BTG Pactual, controlado pelo banqueiro André Esteves, decidiu intensificar seus negócios na área de petróleo e gás. A companhia adquiriu participação de 9% na holding que reúne as atividades do grupo STR nesse segmento, segundo apurou o Valor.

No mês passado, o BTG já tinha anunciado associação com a Brasbunker, holding que controla empresas de transporte marítimo de combustível para embarcações, apoio marítimo para plataformas offshore e serviços de proteção ambiental. Esse foi o primeiro negócio da área de "Merchant Banking" do BTG na indústria de petróleo e gás. À época dessa associação, o banco informou que estava fazendo forte aposta no potencial de crescimento desse setor.

Agora, com a fatia no grupo STR, de capital fechado, os negócios deverão se complementar. A transação com esse grupo, que tem as empresas Petra Energia, com atuação na área de petróleo e gás, e Vicenza, ainda pré-operacional para prospectar negócios na área de mineração, foi feita pela área de private equity do BTG Pactual.

O grupo STR, presidido pelo empresário pernambucano Roberto Viana Batista, tem grande potencial de valorização, o que levou o BTG a fechar o negócio, apurou o Valor. A Petra Energia detém participação de 49% na Bacia de Solimões, no Amazonas – os 51% pertencem à HRT. Além disso, tem outros 30% em sete blocos terrestres na Bacia do Parnaíba, no interior do Estado do Maranhão, em sociedade com a OGX, empresa do segmento de petróleo e gás controlada pelo empresário Eike Batista, que possui o controle, com 70%. Originalmente a Petra detinha os 100%, mas fechou negócio com a OGX em setembro do ano passado. Ela tem ainda 100% do controle da Bacia de São Francisco, em Minas Gerais. Ao todo, o grupo possui cerca de 40 blocos terrestres para exploração de petróleo e gás.

Procurado, o BTG Pactual não comenta o tema. O porta-voz do grupo STR não foi encontrado.

Neste ano, o BTG Pactual fechou aquisições em diversos segmentos com potencial de crescimento. Na área de saúde, o banco concluiu, no mês passado, por meio da Rede D”Or, a compra do controle do Hospital São Luiz. Com essa operação, a rede carioca D”Or consolidou sua posição de maior grupo hospitalar do país. Na área do varejo farmacêutico, por meio da Brazil Pharma, adquiriu fatia minoritária na rede de farmácias Rosário Distrital, do Distrito Federal, com 80 lojas, além de pontos da Farmácia dos Pobres, em Pernambuco. O BTG já controla a rede Farmais desde o ano passado. Na área imobiliária, adquiriu em agosto em parceria com a BR Properties o Condomínio Ventura Corporate Towers, no Rio de Janeiro, por R$ 680 milhões. Em março, obteve participação minoritária na Mitsubishi Motors do Brasil (MMCB), representante da marca japonesa no país.

(Mônica Scaramuzzo | Valor)

 

 

+ posts

Compartilhar este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *