Camargo Corrêa Cimentos vai investir mais de US$ 500 milhões no exterior

São Paulo – A Camargo Corrêa Cimentos vai investir mais de 500 milhões de dólares na construção de duas fábricas no exterior – uma no Paraguai e outra em Angola.

A planta de Angola é a que consumirá o maior volume de recursos – 400 milhões de dólares. Ela será instalada na cidade de Lobito. Com capacidade de 1,6 milhões de toneladas de cimento por ano, a planta vai empregar cerca de 500 pessoas.

 
Os produtos serão comercializados no mercado angolano com a marca Cimento Palanca. A unidade deverá entrar em operação no primeiro trimestre de 2013, e pretende atender à expansão econômica do país, agora pacificado com o fim da guerra civil.

Paraguai

Já no país vizinho, a empresa lançou a pedra fundamental da Cimentos Yguazú nesta sexta-feira (30/7). O aporte de capitais é estimado em 100 milhões de dólares. A planta será instalada na cidade de Villa Hayes, a cerca de 30 quilômetros de Assunção.

Ela terá capacidade para produzir 400.000 toneladas anuais de cimento. O início da operação está previsto para 2012. Depois de inaugurada, a planta empregará 300 funcionários.

De acordo com a empresa, a nova fábrica vai contribuir para expandir a presença da marca Yguazú no país, que já é comercializada no Paraguai pela Camargo Corrêa por meio de importações.

Tanto em Angola, quanto no Paraguai, as fábricas contarão com sócios locais. O comunicado enviado à imprensa não menciona, no entanto, quem são ou que participação terão no capital de cada planta.

(Márcio Juliboni | Portal Exame)

 

+ posts

Compartilhar este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *