Camargo Corrêa deve entrar no mercado de defesa e segurança

São Paulo –  O grupo Camargo Corrêa, que atua no segmento de construção civil e infraestrutura, estuda diversificar seu portfólio e começar a atuar também no mercado de defesa e segurança em breve
Segundo uma fonte do setor, que prefere não ser identificada, o grupo está avaliando as possibilidades de explorar os negócios de Defesa, que estão atraindo muitas companhias brasileiras, como Embraer e Odebrecht.

“Como sócia do estaleiro Atlântico Sul, em Suape, a companhia pode aproveitar o  espaço para desenvolver soluções de defesa e segurança que atendam à Marinha brasileira”, diz a fonte.

Desde que foi criado em 2008 pelo governo federal, a Estratégia Nacional de Defesa (END), que visa colocar em prática uma estratégia de defesa efetiva para o país, muitas companhias brasileiras estão buscando alternativas de explorar que esse mercado. De acordo com estimativas, o setor pode movimentar mais de 10 bilhões de reais no Brasil.

(Daniela Barbosa l  Exame)

+ posts

Compartilhar este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *