Camargo Corrêa leva contrato de US$ 2,2 bilhões na Venezuela

SÃO PAULO – A Camargo Corrêa fechou um contrato recorde com o governo da Venezuela para a construção de um conjunto de obras de saneamento na bacia do Rio Tuy, região próxima a Caracas, para atender uma população de 5 milhões de pessoas. O valor total dos empreendimentos, abrangendo estações de tratamento de água, esgoto e projetos de irrigação, deve atingir US$ 2,2 bilhões.

Trata-se do maior contrato assinado pela Camargo Corrêa com o governo de Caracas. Nos anos 70, a empresa participou da construção da hidrelétrica de Guri, terceira maior usina do mundo, com 10 mil MW de potência instalada, e não teve contratos relevantes até 2005, quando participou de um contrato para reconstrução de uma barragem destinada a fornecimento de água no litoral venezuelano.

A situação da Camargo na Venezuela começou a melhorar ano passado, quando a empresa obteve um contrato de US$ 500 milhões também na área de saneamento, para o chamado projeto Tuy IV, uma grande obra destinada ao fornecimento de água para Caracas. Segundo José Cesar Gazoni, diretor comercial internacional da construtora, a capital venezuelana sofre de problemas crônicos de abastecimento de água: fica a 700 metros de altitude, e precisa captar de fontes situadas ao nível do mar. A obra, prevista para operar em 2012, deve abastecer a capital levando água por 140 km usando tubos de três metros de diâmetro – o bombeamento deverá consumir 130 MW, o equivalente à produção de uma hidrelétrica de médio porte.

O novo negócio fechado pela empresa, quatro vezes maior, é uma espécie de contrato guarda-chuva, abrigando uma série de projetos às margens do Rio Tuy. Conhecido na Venezuela como um rio deteriorado, o Tuy ganhará obras de tratamento de esgoto que possibilitam novos empreendimentos para consumo e irrigação.

O contrato foi assinado com a Companhia. Hidrológica de Venezuela, holding de companhias de saneamento, vinculada ao Ministério do Meio Ambiente. O plano é desenvolver os projetos de engenharia em sequência, negociando os contratos de construção caso-a-caso – mas só no preço. Segundo o executivo da Camargo, há a garantia de que todo o pacote de obras do chamado "projeto de saneamento integral da bacia do Rio Tuy" serão executadas pela empreiteira.

Uma das exigências do governo venezuelano para o projeto foi a entrada de dinheiro brasileiro, via BNDES – operação já corriqueira para o banco na América Latina. O BNDES deve entrar com 60% da obra – cerca de US$ 1,3 bilhão – e o governo venezuelano com o restante. A obra, a terceira da Camargo na área de saneamento no país, foi feita sem concorrência, em negociação direta com o governo de Hugo Chávez. "Encontramos um ótimo cliente na Venezuela", diz José Cesar Gazoni, referindo-se ao Ministério do Ambiente.

Contrariando relatos de inadimplência do governo venezuelano com contratos de infraestrutura devido à crise internacional de 2008 – e seu impacto no mercado de petróleo -, o executivo diz que o país é um ótimo pagador. A relação dívida sobre o PIB do governo é de 20%, menos de metade da brasileira, e a operação da Camargo no país está com as contas em dia, diz ele. No projeto de Tuy IV, dos US$ 500 milhões contratados, já foram liberados US$ 120 milhões. "As faturas estão rigorosamente em dia", afirma o executivo.

Mesmo com o contrato bilionário, a Camargo ainda fica longe da carteira da rival Odebrecht na Venezuela, estimada em até US$ 6 bilhões, com obras como a terceira ponte do Rio Orinoco, a central hidrelétrica Tocoma e linhas de metrô em duas cidades.

(Fernando Teixeira | Valor)

 

 

+ posts

Compartilhar este post

Comentários (4)

  • Robert melo dos santos Responder

    desejo trabalhar com vocês tenho experiencia em varias áreas como faço para entrar em contato com vocês?

    23/12/2017 às 11:18
    • admin Responder

      Olá Roberto, obrigada pelo interesse!
      Acompanhe nossas vagas em nosso linkedin
      Estamos à disposição

      17/01/2018 às 13:32
  • Robert melo dos santos Responder

    desejo trabalhar com vocês tenho experiencia em varias áreas como faço para entrar em contato com vocês?

    23/12/2017 às 11:18
    • admin Responder

      Olá Roberto, obrigada pelo interesse!
      Acompanhe nossas vagas em nosso linkedin
      Estamos à disposição

      17/01/2018 às 13:32

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *