Casa & Video pode ser vendida para Americanas ou private equity

Aquisição da varejista fluminense pode ser realizada até junho

Nova York – A Casa & Video Rio de Janeiro SA, varejista com 66 lojas no estado do Rio de Janeiro, está em discussões com a Lojas Americanas SA e com um fundo de private equity para a possível venda da empresa. O negócio pode ser fechado até junho.

Uma aquisição pela Lojas Americanas, maior varejista de descontos do País, daria à Casa & Video mais capital e poder de compra. Fabio Carvalho, 33, o presidente e dono da empresa que pode ser vendida, disse estar interessado em um acordo que preserve seu modelo de negócios e sua marca.

O negócio “ou vai acontecer ou vai morrer”, disse Carvalho em uma entrevista por telefone do Rio de Janeiro. “A nossa prioridade é a manutenção do modelo de negócios. A gente não está olhando ser absorvido por alguém”, acrescentou, sem identificar o fundo de private equity com o qual está negociando.

A Americanas disse que mantinha conversas preliminares com a Casa & Video, segundo um comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários em junho. A assessoria de imprensa externa da empresa não retornou o pedido feito pela Bloomberg em busca de comentários quanto ao atual andamento das conversas.

A Casa & Video finalizou 2010 com receita bruta de R$ 1,3 bilhão e R$ 40 milhões em Ebitda, ou lucro antes do pagamento de juros, impostos, depreciação e amortização, disse Carvalho.

Vendas no varejo

As vendas do varejo brasileiro cresceram em novembro mais do que o previsto pelos economistas, impulsionadas pelo aumento do crédito e desemprego em nível recorde de baixa. As vendas de móveis e eletrodomésticos tiveram um aumento mensal de 2,4 por cento e as vendas de equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação subiram 10,5 por cento.

(Fabiola Moura | Bloomberg) 
 

+ posts

Compartilhar este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *