Contours aposta em qualidade de vida para crescer no país

A busca pela qualidade de vida associada ao momento econômico vivido no país impulsionam os negócios da rede de academias exclusivamente para mulheres Contours.

A rede americana chegou ao Brasil em 2004, trazendo um método dinâmico de atividade física, que mescla exercícios aeróbicos com exercícios em equipamentos de musculação concebidos especialmente para o corpo da mulher.

Desde a entrada no mercado brasileiro, o número de unidades Contours passou de quatro para 107 franquias em 2010, relatou Cassiano Ximenes, responsável pela marca no país e proprietário de uma academia.

"A expectativa é fechar 2011 com 125 unidade e faturamento de R$ 48 milhões", afirmou Ximenes.

No ano passado, o faturamento da rede somou aproximadamente R$ 40 milhões. Mas o empresário enxerga que hoje o mercado está mais aquecido e "não há indícios de que vá piorar".

Com presença em 18 estados brasileiros mais o Distrito Federal, o executivo centra esforços neste momento para desenvolver a marcar no Rio Janeiro, que já conta com oito unidades.

"É um mercado importante. Lá as pessoas já têm essa cultura de qualidade de vida", ponderou Ximenes.

Além disso, como o processo de implementação da rede já foi superado, agora a marca se organiza para crescer de forma ordenada.

Dentre os projetos, a Contours pretende lançar um novo produto a cada ano, a fim de gerar mais uma forma de receita para os franqueados.

O objetivo, segundo o executivo, é tornar a rede de academia um centro de qualidade de vida, diferenciando-se da sua concorrente direta, a Curves, ao oferecer serviços adicionais às alunas, como ioga, pilates e massagens.

Cada novo produto exige um investimento aproximado de R$ 10 mil por parte do franqueado.

Características da franquia

O investimento inicial é de R$ 295 mil, com retorno estimado entre 24 a 35 meses. O faturamento médio mensal de uma franquia varia entre R$ 40 mil e R$ 65 mil.

Pelo direito de utilizar a marca, os franqueados pagam uma mensalidade de R$ 3 mil por mês, dos quais R$ 790 são destinados a um fundo de publicidade. 

Nova aposta

Também no ramo de atividade física, Ximenes trouxe há um ano para o Brasil a franquia Fitness Together, que foca no atendimento personalizado.

"São diversas academias individuais em um único estabelecimento, dividido em salas exclusivas para cada pessoa, que deve agendar a utilização", explicou a executivo.

O preço por uma hora de exercício, com professor exclusivo, é de R$ 100. Ao todo, existem nove unidades no país, sendo que apenas cinco estão em funcionamento. A expectativa do empresário é chegar em 60 unidades nos próximos anos.

O aporte inicial nesta franquia é de R$ 350 mil.

(Micheli Rueda l Brasil Econômico)

+ posts

Compartilhar este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *