Copersucar confirma suspensão de maior IPO do ano

A Copersucar, maior comercializadora brasileira de açúcar e etanol integrada à produção, anunciou nesta quarta-feira a suspensão de sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), cuja precificação estava prevista para a véspera. Na terça-feira, uma fonte próxima ao assunto antecipou a informação à Reuters.
Em comunicado ao mercado, a companhia informou ter solicitado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) a interrupção do prazo de análise do pedido de registro da operação por 60 dias, "em decorrência da atual conjuntura de mercado desfavorável à realização da oferta neste momento".

A operação, que previa emissões primária e secundária, poderia movimentar até 2,7 bilhões de reais, equivalendo à maior oferta pública inicial de ações a ser realizada no ano.

A faixa de preço estimada pelos coordenadores da operação –Itaú BBA (líder), Bank of America Merrill Lynch, Credit Suisse e Goldman Sachs– era de 14,50 a 18,50 reais.

A Copersucar é a terceira empresa brasileira neste mês a suspender uma oferta, depois da produtora de gás e petróleo Perenco e da Tereos Internacional, do setor de açúcar.

A Copersucar, que foi uma cooperativa até 2008, tem exclusividade na comercialização dos volumes de açúcar e etanol produzidos por quase 50 unidades associadas, localizadas nos Estados de São Paulo, Paraná, Minas Gerais e Goiás.

A companhia também comercializa a produção de açúcar e etanol de cerca de 50 unidades produtoras não-associadas. Na última safra, foram comercializadas 5,2 milhões de toneladas de açúcar, segundo a empresa.

(Vivian Pereira l Reuters)

+ posts

Compartilhar este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *