CSN pretende ampliar operações na América Latina

RIO – A Companhia Siderúrgica Nacional está analisando a possibilidade de ampliar suas operações na América Latina. A companhia estuda tanto a realização de novos projetos, com a construção de novas unidades, como a compra de empresas já existentes. A companhia vai destinar parte dos R$ 11,5 bilhões do caixa para esse crescimento, embora não tenha divulgado de quanto serão os investimentos do ano que vem.

Este ano, os investimentos ficarão em R$ 3 bilhões, de acordo com o diretor-executivo da empresa, Paulo Penido. Ele disse ter reservado parte do caixa para “possíveis operações de fusões e aquisições que podem ou não acontecer nos próximos meses”.

O objetivo da companhia é crescer tanto no Brasil, como na América Latina, com foco maior na Argentina, Uruguai, Paraguai, Colômbia, Chile e Peru, na ordem de prioridades. “Estamos analisando um modelo de crescimento para a América Latina, porque a gente acredita que a região vai continuar crescendo mais do que a média do mundo, tanto em cimentos como em aços longos”, disse o diretor em teleconferência com jornalistas.

A CSN planeja trabalhar conjuntamente na área de cimentos e de aços longos, para passar a ofertar o “pacote completo” para os clientes do setor de construção civil. A fábrica de cimentos recém-inaugurada em Volta Redonda vai ter um incremento de produção no ano que vem. Com isso, a CSN espera dobrar a produção atual de 1 milhão de toneladas anuais de cimento.

Com isso, a empresa analisa também a construção de novas unidades também no Brasil, e não somente no exterior. Inclusive para a produção de aços longos. A fábrica de Volta Redonda, por exemplo, vai começar a produzir longos no final do próximo ano.

Além disso, a companhia tem projetos para a construção de mais duas unidades de longos no país, sendo uma em São Paulo e outra em Minas Gerais, com capacidade de 500 mil toneladas por ano, cada. A expectativa para essa planta é de cerca de três anos para entrada em funcionamento.

(Juliana Ennes | Valor)

 

 

+ posts

Compartilhar este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *