GE terá centro de pesquisa no Rio

O presidente da GE Internacional, Nani Becalli, e da empresa no Brasil, João Geraldo Ferreira, anunciam hoje investimentos para aumento da capacidade de produção e a instalação, no Rio, do quinto centro de pesquisas do grupo.

Os quatro outros estão nos Estados Unidos, Índia, China e Alemanha. O investimento previsto é próximo de US$ 150 milhões e a previsão é de serem contratados até 300 profissionais, especialmente engenheiros, mestres e doutores. Será instalado na região da ilha do Fundão, onde estão a UFRJ e a Coppe.

O Rio disputou o centro com São José dos Campos (SP). Pesou na escolha o fato da unidade se ocupar de pesquisas em petróleo e gás e, no Fundão, está o Centro de Pesquisas da Petrobras (Cenpes), vai ser inaugurado, na próxima semana, um centro também de pesquisas no setor da Schlumberger. Estão em construção outros dois, um da Baker Hughes e outro da FMC, ambas americana. O Global Center da GE irá voltar-se, também, para pesquisas nas áreas de transportes e energias renováveis.

Procurada, a GE não quis antecipar informações sobre o anúncio marcado para hoje de manhã, mas o Valor apurou que o grupo americano trará para o país, inclusive, um centro de treinamento de executivos voltado para os países latino-americanos. No início de outubro, a GE iniciou a construção, em Petrópolis (RJ), de um centro de serviços de turbinas aeroderivadas, utilizadas em usinas termelétricas e em plataformas de petróleo, na geração de energia elétrica ou no acionamento mecânico, utilizando gás ou outros combustíveis, como o etanol. Na mesma cidade, a GE tem a Celma, voltada para turbinas de avião.

(Heloisa Magalhães | Valor)

 

 

+ posts

Compartilhar este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *