GVT alcança lucro de R$ 372,7 milhões em 2010

SÃO PAULO – A GVT viu seu lucro líquido praticamente triplicar para R$ 372,7 milhões em 2010, configurando o ano de maior crescimento da história da empresa, que é controlada pela francesa Vivendi. A receita líquida cresceu 43% na comparação anual, ao atingir R$ 2,43 bilhões. Com isso, a margem Ebitda, resultado da divisão entre a geração de caixa e a receita líquida, passou de 38,6% para 41,3% em 2010.

A base de clientes da operadora saltou de 2,8 milhões de linhas em serviço ao fim de 2009 para 4,23 milhões em dezembro do ano passado, o correspondente a uma expansão de 50,3%. Com foco no mercado residencial, durante o ano passado, a companhia fortaleceu sua presença na região Nordeste e ingressou nos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro. No total, foram 13 novas cidades, elevando para quase 100 o número de municípios com presença da GVT ao final de 2010.

O crescimento em banda larga foi de 58,2%, com 1,095 milhão de acessos instalados. A penetração na base de clientes residenciais, profissionais liberais e pequenas empresas passou de 77% em 2009 para 88% ao fim de 2010, enquanto o percentual de clientes com banda larga de 10 megabits por segundo (Mbps) subiu de 39% para 64%.

O investimento realizado durante o ano passado totalizou R$ 1,3 bilhão, sendo a maior parte direcionada para a construção de novos acessos de telefonia fixa e banda larga. Para este ano, o montante será maior, alcançando R$ 1,8 bilhão.

No quarto trimestre, a operadora registrou lucro foi de R$ 162,3 milhões sobre prejuízo de R$ 21,9 milhões no mesmo intervalo do ano passado. A receita líquida avançou 46,1%, totalizando R$ 696,9 milhões. Entre outubro e dezembro, foram adicionadas 386,3 mil linhas à base de clientes, volume 50,7% superior na mesma base de comparação.

(Ana Luísa Westphalen | Valor)

+ posts

Compartilhar este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *