ING vende área de seguros na América Latina por 2,6 bi de euros

A instituição financeira holandesa ING vai vender a maior parte de suas operações na América Latina para o GrupoSura, da Colômbia, por 2,6 bilhões de euros (3,7 bilhões de dólares) em um acordo que resulta do pacote de resgate estatal recebido em 2008.

A operação não envolve a participação de 36 por cento que o ING possui na seguradora brasileira Sul America, que o grupo holandês vai buscar vender separadamente.

O ING concordou em dividir suas operações de seguro e bancária em troca da aprovação pela Comissão Europeia de um pacote de ajuda estatal de 10 bilhões de euros. A instituição afirma que planeja pagar o empréstimo à Holanda até maio de 2012, após uma série de vendas de ativos.

A venda da área latino-americana de seguros e de investimentos, anunciada pelo ING mais cedo neste ano, abre caminho para a venda das operações nos Estados Unidos, Europa e Ásia, que são avaliadas em cerca de 18 a 19 bilhões de euros.

O ING informou que planeja vender as operações nos EUA, Europa e Ásia por meio de duas ofertas públicas iniciais. Mas alguns analistas afirmam que o grupo poderia obter um valor maior para as unidades de seguro por meio de venda a outros grupos em vez de por ofertas iniciais de ações.

"É um grande negócio (para o ING), particularmente pelo preço. Eles estão conseguindo um bom lucro com isso", disse Tom Muller, analista da Theodoor Gilissen.

A venda anunciada nesta segunda-feira envolve operações de seguro, aposentadoria, poupança e administração de investimentos no Chile, Colômbia, México, Uruguai e Peru por 2,6 bilhões de euros em dinheiro. O GrupoSura vai também assumir 65 milhões de euros em dívidas.

O GrupoSuro, ou Grupo de Inversiones Suramericana, é uma holding da área financeira listada na bolsa de valores da Colômbia.

O ING informou que a venda vai criar um grupo latino-americano de poupança e investimentos com cerca de 120 bilhões de dólares em ativos sob administração e operações em oito países.

O acordo é avaliado em 16 vezes o lucro total estimado para 2011, informou o ING, que prevê que terá um lucro de 1 bilhão de euros com a operação que deve ser concluída no final do ano.

(Gilbert Kreijger l Reuters)

+ posts

Compartilhar este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *