Kroton estuda vender sistema de ensino Pitágoras

São Paulo – A Kroton Educacional, um dos maiores grupos de educação do país, estuda vender seu sistema de ensino Pitágoras. Segundo apurou EXAME, o banco Itaú BBA já foi contratado para encontrar um comprador para o negócio. A ideia é separar a o sistema de ensino do restante da empresa, numa operação chamada pelo mercado de spin-off, e então vendê-lo. Procurados, Kroton e Itaú BBA não quiseram comentar a notícia.

No início de agosto, a Kroton já havia anunciado que estava estudando parcerias e a venda de ativos. O objetivo com a venda do Pitágoras é capitalizar a empresa para novas aquisições no ensino superior, onde pretende focar suas operações. Na avaliação de analistas de mercado, o sistema de ensino da Kroton valeria cerca de 500 milhões de reais.

 
Em março deste ano, a empresa concluiu a compra da rede de faculdades mato-grossense Iuni por 272 milhões de reais e dobrou de tamanho, chegando a 86.000 alunos de ensino superior. Ficou, no entanto, quase sem dinheiro para novas investidas no setor. Hoje são apenas 35 milhões de reais disponíveis em caixa, excluindo o comprometimento da empresa com empréstimos e financiamentos.

Ao colocar o Pitágoras à venda, a Kroton pretende aproveitar o momento de grande movimentação no mercado de sistemas de ensino. Apenas no último mês, três negócios foram anunciados: a Abril Educação (empresa do Grupo Abril, que edita EXAME) comprou o Anglo, que possui o segundo maior sistema de ensino do país, o grupo inglês Pearson adquiriu o sistema de ensino da rede SEB e a empresa de participações Buffalo Investimentos acertou a compra da operação de apostilas do grupo Universitário.

(Renata Agostini | Portal Exame)

+ posts

Compartilhar este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *