Lucro da Lojas Americanas sobe 28% no 1o tri, a R$62 mi

SÃO PAULO – A Lojas Americanas informou na madrugada desta sexta-feira que teve lucro líquido de 62,4 milhões de reais no primeiro trimestre, 28,1 por cento superior ao apurado no mesmo período de 2010.
A média das previsões obtidas pela Reuters com sete analistas apontava para lucro líquido trimestral de 32,7 milhões de reais para a empresa .

Embora tenha sofrido aumento dos Ajustes a Valor Presente (AVP) das mercadorias vendidas, a varejista foi beneficiada por um crescimento de 8,1 por cento na receita líquida, que somou 2,252 bilhões de reais nos três primeiros meses do ano.

No período, o AVP de vendas subiu 27,4 por cento, tendo efeito negativo de 56,8 milhões de reais.

Mas, apesar do aumento do faturamento trimestral, a Americanas teve a base comparativa com o ano anterior prejudicada pelo feriado da Páscoa que, em 2010, foi comemorado em 4 de abril. Este ano a comemoração ocorreu no dia 24 do mês passado.

"Dessa forma, as vendas relativas a este importante evento tiveram um impacto maior no primeiro trimestre de 2010 quando comparado ao mesmo período de 2011", afirma a companhia no balanço.

Nesse sentido, a varejista divulgou, excepcionalmente, o resultado das vendas pelo conceito mesmas lojas –que considera apenas aquelas com pelo menos 12 meses de operação– para o primeiro quadrimestre, quando houve crescimento de 10 por cento.

O resultado trimestral da Americanas também veio com um aumento das despesas com vendas, gerais e administrativas, que totalizaram 428,3 milhões de reais, ou 19 por cento da receita líquida.

Nos três meses até março, o Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da empresa aumentou 17,5 por cento, somando 279,5 milhões de reais, enquanto a margem passou de 11,4 para 12,4 por cento.

A Americanas encerrou o trimestre com endividamento líquido de 916,3 milhões de reais. No período, os investimentos somaram 63,2 milhões de reais.
Em 2011 a companhia já inaugurou 17 lojas e, até o final do ano, prevê outras 47 novas unidades.

(Vivian Pereira l Reuters)

+ posts

Compartilhar este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *