Mineradora do Cazaquistão investe mais US$ 304 milhões no Brasil

SÃO PAULO – A mineradora cazaque Eurasian Natural Resources (ENRC) anunciou um investimento de US$ 304 milhões na aquisição de reservas de minério de ferro no norte de Minas Gerais.
 
O movimento ocorre pouco menos de um mês após o grupo assumir 100% da Bahia Mineração Limitada (BML), na esteira de um acordo de US$ 670 milhões com o sócio indiano Promod Argawal pela metade da empresa.
 
A nova investida envolve a compra da totalidade do capital da Mineração Minas Bahia (Miba) e de 51% da Mineração Peixe Bravo (MPB), ambas com ativos no norte mineiro, o que indica a possibilidade de integração logística com a BML, que tem suas reservas na região de Caetité (BA), perto da divisa com Minas Gerais.
 
O acordo só foi possível porque a Steel do Brasil – empresa que explora oportunidades de investimento em mineração – rescindiu os contratos para aquisição da Miba e de 50% da Peixe Bravo.
 
Com isso, o plano da empresa de realizar uma capitalização de R$ 1,305 bilhão, via emissão privada de ações, foi abortado. A ideia era usar parte desses recursos para custear o aporte nas duas mineradoras, mas, com a rescisão dos contratos, a necessidade de capital da Steel do Brasil foi reduzida.
 
Apesar disso, a companhia ficará com US$ 54 milhões do investimento que será feito pelo grupo do Cazaquistão, em troca de um apoio, até março de 2011, no desenvolvimento de um plano de negócios para as operações. No caso, serão aproveitados os estudos de ordem técnica e de due diligence conduzidos pela Steel na Miba e na Peixe Bravo.
 
O montante remanescente, de US$ 250 milhões, vai para os acionistas das duas mineradoras. Em comunicado sobre o negócio, a ENRC diz que US$ 59,6 milhões desse total serão pagos até o fechamento do acordo, previsto para o dia 20 de outubro. O saldo restante será efetuado em quatro parcelas até abril de 2012, com a primeira prevista para novembro deste ano.
 
A transferência de capital da Miba vai acompanhar esses pagamentos. Ou seja, a ENRC já terá 23,4% após a finalização do acordo, mas a totalidade do capital só será alcançada em 2012.
 
O grupo cazaque ainda tem a opção de comprar, por US$ 50 milhões, os 49% restantes da Peixe Bravo a partir do dia 20 de outubro deste ano. Essa possibilidade valerá por três anos.
 
Considerando as opções de compra – que também inclui um projeto adjacente às minas de Caetité – e as aquisições já confirmadas, os investimentos da ENRC no Brasil poderão chegar a US$ 1,48 bilhão.  
 
(Eduardo Laguna | Valor)

 
 
 
 
+ posts

Compartilhar este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *