MRV registra queda na velocidade de vendas

SÃO PAULO – As construtoras continuam dando sinais de mercado mais desaquecido no começo deste ano, embora os números de vendas e lançamentos estejam acima do primeiro trimestre do ano passado. Esse crescimento, no entanto, é natural para um setor que projeta expansão na casa de 20% a 30% ano a ano.

A MRV, maior companhia do setor no mercado de baixa renda, teve queda de velocidade de vendas: de 33% em média no ano passado para 21% nos três primeiros meses de 2010.

Rubens Menin, presidente da companhia, informa que a queda aconteceu em função dos estoques elevados no começo do ano – cerca de 20 mil unidades – em função do forte lançamento no quarto trimestre. "O segundo trimestre costuma ser muito melhor em função do Feirão da Caixa Econômica Federal ", diz.

A MRV vendeu, no primeiro trimestre, R$ 830,8 milhões (7.421 unidades), um crescimento de 13,4% em relação ao mesmo período do ano passado. Na comparação com o quarto trimestre, houve queda de 27,7%. Os lançamentos da companhia mineira somaram R$ 1,04 bilhão (o equivalente a 8.214 unidades), alta de 72,1% em relação ao primeiro trimestre do ano passado. No quarto trimestre, a companhia havia lançado R$ 1,85 bilhão. A MRV atingiu 18% das projeções de lançamento para o ano.

O primeiro trimestre é considerado o mais fraco e o último, o mais forte, e é justamente quando as companhias fazem a maior parte de seus lançamentos. Ontem, Rossi e Even também divulgaram resultados operacionais. As vendas da Even somaram R$ 369 milhões no primeiro trimestre deste ano, valor 14% inferior ao registrado nos últimos três meses de 2010, com velocidade de vendas de 32%. As vendas contratadas da Rossi somaram R$ 758 milhões.

(Daniela D”Ambrosio | Valor)

+ posts

Compartilhar este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *