NEC planeja crescer 30% no Brasil com Copa do Mundo e Olimpíadas

A NEC  planeja aumentar as vendas no Brasil em 30% este ano. Segundo executivos da empresa na América Latina, a alta será impulsionada pelos preparativos para sediar a Copa do Mundo e as Olimpíadas.

"Nossa área de desenvolvimento fornecerá produtos para o setor de infra-estrutura básica no país, nas esferas pública e privada", disse Herberto Yamamuro, diretor-executivo da unidade brasileira da NEC, à Bloomberg hoje.

Com vendas de US$ 325 milhões, o Brasil deve fechar o ano como o mercado de maior crescimento para a NEC no mundo, seguido pela China, disseram Yamamuro e Tadashi Ugajin, diretor-executivo para a América Latina.

Depois de crescer 7,5% no ano passado, o ritmo mais rápido em mais de duas décadas, a economia do Brasil vai aumentar 4% em 2011, de acordo com relatório trimestral do Banco Central, publicado 29 de junho.

"O aumento da renda pessoal e os gastos com infra-estrutura antes da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016 estão tornando o Brasil uma prioridade para a NEC", disseram os executivos.

Para a América Latina, a expectativa é que o crescimento anual fique em 20%, segundo Ugajin.

Mão de obra importada

De acordo com os executivos, a falta de trabalhadores no Brasil é o grande desafio para a NEC atingir as metas de sua expansão este ano e em 2012.

"O maior gargalo hoje é a falta de força de trabalho. Qualificada e não qualificada. Os salários são elevados e há um déficit de pessoas no mercado", disse Yamamuro. 

Para superar o problema, a empresa vem importando profissionais de outros países na região, como Argentina e Colômbia. De acordo com Ugajin e Yamamuro, muitos trabalhadores locais qualificados se aposentaram ou foram trabalhar no exterior.

(Bloomberg)

+ posts

Compartilhar este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *