Novos contratos da JSL somam R$ 2,5 bi e empresa amplia investimento

SÃO PAULO – A operadora de logística JSL – antes chamada de Julio Simões Logística – negociou no ano passado R$ 2,514 bilhões em novos contratos, sendo a maior parte, R$ 1,3 bilhão, fechada nos últimos três meses de 2010.

Para atender a um crescimento acima das expectativas das encomendas no quarto trimestre, a companhia decidiu elevar sua previsão de investimento neste ano em 44,9%, para R$ 710 milhões.

Do total dos novos contratos, R$ 279 milhões já foram convertidos em receita para a empresa ao longo do ano passado. O restante, R$ 2,235 bilhões, será faturado até 2021, sendo R$ 383 milhões estimados para este ano, desconsiderando-se nesse cálculo possíveis reajustes, renovações ou revisões dos contratos.

O desempenho das encomendas está relacionado a um aumento da demanda nos setores de mineração, agronegócio e energia, que, somados, responderam por 76% dos novos contratos. Além disso, a entrada de novos clientes correspondeu a 35% das novas encomendas.

Segundo a empresa, 55% dos contratos fechados em 2010 se referem à gestão e terceirização de frota de veículos leves e pesados.

Outros 27% estão em atividades ligadas ao transporte de mercadorias e insumos, assim como a movimentação de estoques internos da indústria – naquilo que a companhia chama de serviços dedicados. A parcela remanescente, de 18%, corresponde às operações de transporte de passageiros.

(Eduardo Laguna | Valor)

+ posts

Compartilhar este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *