Pão de Açúcar dá R$ 689 milhões e sela fusão com Casas Bahia

SÃO PAULO – O Grupo Pão de Açúcar anunciou por meio de um comunicado, na madrugada desta sexta-feira, 2, novo acordo de fusão com as Casas Bahia, depois de mais de quatro meses de negociações, conforme a jornalista Patrícia Cançado havia antecipado ontem no site de Economia & Negócios de ”O Estado de S. Paulo”.

Para chegar ao acordo, a empresa que tem Abílio Diniz como chefe do Conselho de Administração decidiu colocar mais R$ 689 milhões no grupo que está sendo criado. E mais: esse montante não inclui participação dos imóveis hoje em poder das Casas Bahia, o que dará à nova empresa, batizada de Nova Casa Bahia, o direito de receber aluguel anual de R$ 140 milhões.

Esses R$ 689 milhões virão da Globex, pessoa jurídica que controla o Pão de Açúcar e representam apenas o primeiro de três passos que o contrato chamou de "atos preparatórios para a associação".

Na fase seguinte, o Grupo Pão de Açúcar colocará mais dinheiro na jogada: a companhia Pontofrio.Com, que já pertence ao grupo de Diniz, emitirá ações para aumentar o capital – e são duas empresas do Pão de Açúcar (a Globex e a Companhia Brasileira de Distribuição) que comparão os papéis.

Finalmente, haverá a cisão parcial da empresa Casas Bahia, formando a Nova Casas Bahia.

(O Estado de São Paulo, com Agência Estado)

+ posts

Compartilhar este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *