Sara Lee conversa com JBS sobre preço de possível venda

A empresa de alimentos e bebidas Sara Lee Corp, que detém mais de 50% do mercado brasileiro de café, tem mantido conversações para ser vendida à produtora brasileira de carne JBS. Porém, ainda não se chegou a um consenso sobre preços e não está claro se um acordo poderá ser alcançado, disse uma fonte próxima ao assunto na noite de domingo.

As conversações têm ocorrido há meses, segundo a fonte, que acrescentou que as empresas ainda não conseguiram chegar a um acordo sobre os termos da venda.

Baseado no preço de fechamento da ação da Sara Lee na sexta-feira, de US$ 17,26, a empresa tem uma capitalização de mercado de US$ 11 bilhões. O valor de mercado do JBS é de cerca de US$ 10,5 bilhões.

O jornal "The New York Times" publicou reportagem informando que Sara Lee avaliava a venda de suas operações para o grupo brasileiro JBS, entre outras opções.

A Sara Lee possui uma grande gama de produtos no varejo, em vários países, como cafés, produtos de carne e panificados. No Brasil, a empresa é uma das líderes no varejo de café torrado e moído, com marcas como Café do Ponto e Café Pilão.

A JBS é a maior companhia de proteína animal do mundo, líder em processamento global de carne bovina. A companhia possui grandes operações nos Estados Unidos, por meio da JBS USA, como a Swift e a Pilgrim”s Pride.

Segundo o "NYT", ainda não há uma decisão final por parte da Sara Lee sobre um eventual negócio com o grupo brasileiro. A publicação diz ainda que a Sara Lee pode acabar decidindo por não realizar a venda.

Por fim, a reportagem afirma que a companhia norte-americana também avalia separar a área de bebidas e produtos de carne e colocá-la à venda.

(Folha Online)

 

 

+ posts

Compartilhar este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *