AmBev vendeu 400 garrafas de cerveja por segundo no ano passado

São Paulo – Nas projeções de crescimento das cervejarias poucas coisas são tão determinantes como o crescimento da renda do consumidor e o clima. Dinheiro e calor – eis o segredo de um bom ano. No Brasil, 2009 foi um ano pródigo para as fabricantes de cerveja – e nenhuma empresa aproveitou a conjunção de fatores tão bem quanto a AmBev.

Com um faturamento de 15,7 bilhões de dólares, a AmBev – embrião e hoje braço da maior cervejaria do mundo – foi a empresa de produtos de consumo de massa que mais vendeu no Brasil no ano passado. Em média, foram 400 garrafas de cerveja e uma garrafa de refrigerante por segundo.

 
Ao investir na expansão de fábricas e na melhoria de seus processos, a AmBev conseguiu cortar custos e, assim, mais que dobrou seu lucro líquido, que atingiu a casa dos 2,4 bilhões de dólares. Dá para ser inovadora produzindo a velha cerveja? Pelo jeito, sim. Em 2009, a AmBev colocou 11 novos produtos no mercado, com direito a cerveja mais refrescante e refrigerante vitaminado. Veja outros destaques desse mercado na edição de Melhores e Maiores de EXAME deste ano

(Portal Exame)

 

 

 

+ posts

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.