Apple acelera aquisição de novatas para acirrar competição com Google

Steve Jobs, o executivo-chefe da Apple, está acelerando a velocidade com que adquire outras empresas para competição com o Google por tecnologias móveis e talentos nessa área. Na semana passada, a Apple anunciou a compra de duas companhias de capital fechado, a novata Siri, de aplicações móveis, e a Intrinsity, que desenha semicondutores. Os acordos seguiram-se depois da aquisição da empresa de publicidade Quattro Wireless, em janeiro, e do serviço on-line de música Lala, em dezembro. Os termos dos acordos não foram revelados.

A velocidade com que esses negócios foram feitos sugere que a Apple está se sentido pressionada pelo Google, que anunciou oito aquisições este ano e está se movendo na direção de novos mercados, incluindo dispositivos móveis, além do software que roda nesses aparelhos e da publicidade transmitida por meio deles. Na semana passada, a Apple ganhou um novo rival no crescente mercado de smartphones – os celulares que permitem navegar na internet e ver e-mail – com o acordo de US$ 1,2 bilhão pelo qual a Hewlett-Packard (HP) adquiriu a Palm.

"O ritmo realmente está se acelerando; parece haver uma mudança estratégica", diz Charlie Wolf, analista do banco de investimento Needahm & Co. "Aparentemente há um frenesi entre o Google e a Apple no sentido de existir uma urgência crescente por parte da Apple de ficar emparelhada, se não à frente, do Google no segmento de telefones e aplicativos."

Fabricante do iPhone, a Apple agora considera o Google e seu sistema operacional Android para smartphones como um rival no mercado em crescimento de aparelhos móveis, software e anúncios. As vendas mundiais de smartphones vão aumentar 36%, para 247 milhões de unidades neste ano, estima a empresa de pesquisa ISuppli. A líder do segmento no mercado americano é a Research In Motion (RIM), fabricante do BlackBerry, com uma participação de 42%, de acordo com a ComScore, especializada em pesquisas sobre a internet.

Com mais de US$ 23,1 bilhões em caixa, a Apple tem dinheiro suficiente para continuar a comprar pequenas companhias novatas. Para evitar publicidade em torno do assunto e possíveis ofertas rivais, a Apple tem oferecido ao seu alvo de compra, em alguns casos, um período de apenas três horas para aceitar os termos do negócio, de acordo com um executivo a par da situação. O registro de patentes pode fornecer pistas de potenciais alvos, diz Will Stofega, da consultoria IDC. A Apple recentemente entrou com pedidos de patentes para tecnologias de comércio móvel e telas sensíveis ao toque, afirma ele.

Uma possível aquisição na área de pagamentos sem fio é a Vivotech, uma companhia de Santa Clara, na Califórnia, cuja tecnologia permite aos usuários agitar seus telefones na frente de uma caixa registradora como forma de pagar pelos itens comprados, diz Stofega. A Nokia, rival da Apple, é investidora em um serviço de pagamento chamado Obopay. Michael Mullagh, executivo-chefe da Vivotech, não foi encontrado para comentar o assunto.

A Apple recusou-se a falar sobre sua política de aquisições, disse Steve Downling, porta-voz da empresa. "A Apple compra empresas de tecnologia menores com alguma regularidade, e geralmente não comentamos nossos objetivos", disse ele.

(Connie Guglielmo | Valor)
 

+ posts

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.