Coteminas anuncia reestruturação acionária e adesão ao Novo Mercado

A holding do setor têxtil Coteminas anunciou há pouco uma reestruturação acionária para simplificar sua estrutura societária. Ao fim do processo, a empresa pretende aderir ao Novo Mercado, nível mais elevado de governança corporativa da BM&FBovespa.
 
A reestruturação envolverá várias etapas. Na primeira delas, será feito um aumento de capital de R$ 169 milhões na Springs Global, empresa com capital aberto em bolsa e já listada no Novo Mercado, controlada pela Coteminas.
 
A capitalização visa fortalecer o plano de negócios da companhia no segmento de varejo e se dará por meio de subscrição privada a R$ 3 por ação — abaixo da cotação de fechamento de hoje, de R$ 3,22. A Coteminas se comprometeu a exercer seu direito de subscrição de forma a assegurar o controle acionário sobre a companhia.
 
Em outra etapa, a Coteminas pretende reunir as empresas do grupo que atuam no segmento de denim e brim sob seu guarda-chuva. Para isso, incorporará a participação de 29% detida pela holding Encorpar na Cedro, empresa da qual já detém 1,8%. A relação de troca para a operação será obtida a partir de um laudo de avaliação, que será submetido aos acionistas minoritários.
 
Uma vez concluída a incorporação, a Coteminas pretende aderir para ao Novo Mercado da BM&FBovespa. Porém, antes da conversão das ações preferenciais (sem direito a voto) em ordinárias (com direito a voto) — principal requisito do segmento de governança — os controladores da empresa farão uma oferta pública para adquirir 14 milhões de papéis preferenciais, ao valor proposto de R$ 3,60 por ação.
 
Com isso, após a conversão, a posição de controlador estará garantida. A relação de troca entre ações votantes e não votantes será de um para um.
 
(Natalia Viri | Valor)

 

+ posts

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *