Fusão dá origem a uma ‘nova’ União Brasileira de Avicultura

Francisco Turra, presidente da Ubabef, diz que objetivo da união é fortalecer o setor; exportadores focam a abertura de novos mercados para frango brasileiro
Foi aprovada ontem, em assembleia em São Paulo, a fusão entre a União Brasileira de Avicultura (UBA) e a Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frango (Abef). A entidade que surgiu da união vai se chamar Ubabef (União Brasileira de Avicultura).

Cada uma das entidades aprovou, em assembleias extraordinárias separadas, com quórum de 87%, a proposta de mudança de estatuto e da fusão. Depois, numa terceira reunião, foram aprovados o nome de Francisco Turra para a presidência-executiva da nova entidade e a criação dos conselhos deliberativo e consultivo e de 12 câmaras setoriais dentro da Ubabef para tratar, por exemplo, de mercados interno e externo, sanidade, genética e sustentabilidade.

Ricardo Santin será o diretor de mercados interno e externo da associação, Ariel Mendes, diretor técnico-científico e de produção, e José Perboyre, diretor administrativo e financeiro da entidade.

De acordo com Turra, que presidia a Abef, o objetivo, com a fusão é fortalecer o setor. "Explorando as sinergias, vamos aprimorar as medidas de estímulo à expansão da produção avícola, com qualidade e sanidade, e de ampliação da presença da carne de frango brasileira no comércio internacional", afirmou o ex-ministro.

A união já vinha sendo pensada há cerca de dois anos e a ideia é anterior ao movimento de concentração no setor de carne de frango, disse Turra. Nos últimos meses, as negociações entre os associados ganharam força.

Na pauta de prioridades da Ubabef está a abertura de novos mercados para o frango brasileiro, como Indonésia, Malásia, Paquistão, Angola, Índia, Nigéria e Senegal. O Brasil já exporta para 154 países. Turra disse que a entidade também deve reforçar o acompanhamento do mercado interno, com atenção para temas como fiscalização.

Antes da união, a Abef tinha 34 associados e a UBA, 65. Com a fusão, o número total caiu para 85 atualmente, já que alguns eram sócios das duas entidades. Mas, segundo Turra, esse número deve subir para "mais de 100" já que o novo estatuto permitirá a entrada como associado de fornecedores da avicultura e prestadores de serviço, por exemplo.

De acordo com a nova entidade, a avicultura brasileira movimentou em 2009 em torno de R$ 32,3 bilhões, considerando a carne de frango comercializada nos mercados doméstico e externo, ovos e os insumos utilizados na atividade.

Para este ano, a previsão da Ubabef é de uma produção de 11,5 milhões de toneladas de carne de frango no país, 5% mais do que em 2009, e exportações de 3,9 milhões de toneladas, alta de 4% a 5% sobre o ano passado. No primeiro trimestre deste ano, as exportações de frango somaram US$ 1,454 bilhão, alta de 20% sobre igual período de 2009. Em volume, o aumento foi de 0,38%, para 847,7 mil toneladas.

(Alda do Amaral Rocha | Valor)
 

 

+ posts

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.