Mercado de tintas quer investir US$ 1 bilhão nos próximos cinco anos

SÃO PAULO – Os fabricantes do setor de tintas no país planejam investir cerca de US$ 1 bilhão nos próximos cinco anos, disse hoje o novo presidente do conselho diretivo da Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas (Abrafati), Antonio Carlos de Oliveira. Esse valor será destinado prioritariamente para o aumento da capacidade do setor.

Segundo o executivo, 85% da capacidade instalada das empresas está sendo utilizada. "Estamos rodando acima do recomendado, que seria de 80%", alerta. Para este ano, a previsão da instituição para o mercado de tintas é de crescimento de 7,3% em relação a 2009, com vendas totais de 1,32 bilhão de litros.

Outra parte desse montante será para o desenvolvimento de novas tecnologias, diz Oliveira, citando contratos de empresas brasileiras para fornecer tinta para pintura de plataformas e tubulações da Petrobras localizadas em águas profundas. "A tinta não tem só seu papel decorativo, desenvolvimento de material para impedir a corrosão requer altíssima tecnologia", comenta o presidente-executivo da Abrafati, Dilson Ferreira.

Para os próximos cinco anos, o setor espera um crescimento em linha com o Produto Interno Bruto (PIB) do país, em torno de 5% ao ano. No período, a instituição espera alcançar o recorde de vendas de 2 bilhões de litros de tinta.

Considerando o faturamento esperado de US$ 7 bilhões em 2010, segundo estimativa da Abrafati, é natural que o mercado de tintas atraia a atenção de grupos internacionais, comenta Oliveira, que também é diretor da divisão automotiva da DuPont.

Ele vê uma tendência de que grandes empresas estrangeiras, principalmente do Japão e Alemanha, manifestem interesse em adquirir companhias do mercado brasileiro. O executivo também cita a possibilidade de integração entre empresas dentro do Mercosul.

(Ana Luísa Westphalen | Valor)

+ posts

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.