Multiplan vai investir R$ 1,3 bilhão em novos shoppings e estuda aquisições

RIO – Depois de levantar no mercado quase R$ 800 milhões com o lançamento de novas ações, a Multiplan, um dos maiores grupos de shopping centers do Brasil, investe quase R$ 1,3 bilhão até 2012 na expansão de duas unidades e na construção de seis novos projetos, principalmente em São Paulo.

Segundo o presidente da Multiplan, José Isaac Peres, a empresa quer acompanhar a onda de crescimento do varejo no Brasil e ainda tem R$ 980 milhões em caixa para possíveis aquisições que acelerem a expansão.

"Temos conversas com outras empresas, embora a nossa vocação seja mais de desenvolvedor de novos projetos. Mas isso não quer dizer que não vamos aproveitar oportunidades fechando a porta para aquisições", diz Peres, em entrevista ao Estado. "Há ativos disponíveis, mas tudo está muito caro. Temos de ponderar o que é mais vantajoso: desenvolver um shopping ou pagar todos os prêmios de um empreendimento já consolidado."

Fundador da empresa que completa este ano 35 anos com marcos da indústria de shoppings no portfólio, Peres quer acrescentar pelo menos mais quatro centros comerciais ao atual portfólio de 13 shoppings até 2012. "Vamos investir no nosso banco de terrenos, de 800 mil metros quadrados. Mas, se no meio do caminho fizermos uma aquisição, damos um salto maior ainda. A empresa está habilitada para fazer isso, não tem dívidas e tem dinheiro em caixa", avisa.

Em 2008, a Multiplan comprou o controle do Shopping Santa Úrsula, em Ribeirão Preto.

Minicidades

Um dos pioneiros da indústria de shoppings no Brasil, Peres está empolgado com a expansão do varejo, movida pelo crescimento da renda e do crédito. Para ele, isso aprofundará ainda mais a tendência de transformação dos shoppings em grandes complexos multiuso, com a atração de serviços e lazer para seus corredores climatizados.

"As cidades estão cada vez mais caóticas. No futuro, os shoppings serão minicidades, com escritórios, hotéis, consultórios. As pessoas querem tudo no mesmo lugar", diz.

"Quem tem maior poder aquisitivo é quem menos compra. Por falta de tempo."

É essa intuição norteada por pesquisas de mercado que faz com que Peres invista principalmente em São Paulo. Os três empreendimentos planejados para São Paulo somam R$ 566 milhões. Em abril, a empresa começou a erguer o Morumbi Business Center, ao lado do Morumbi Shopping. Diferentemente de projetos similares, o centro empresarial terá a mesma lógica de locação dos shoppings.

Na região metropolitana, a Multiplan iniciou recentemente as obras do Park Shopping São Caetano, no ABC, e dá o pontapé inicial do Jundiaí Shopping no segundo semestre. Os dois consumirão R$ 500 milhões até 2012.

A empresa também investe no Rio, onde começa este ano a construir o Village Mall. O shopping voltado para a classe A na Barra da Tijuca terá uma ligação com o BarraShopping quando ficar pronto, em 2012.

Para Peres, a abertura de capital foi essencial para dar musculatura financeira à Multiplan para fazer investimentos próprios, sem depender de sócios. Em 2007, a empresa colocou 25% das ações na bolsa. Em setembro do ano passado, um aumento de capital gerou R$ 792,4 milhões e ampliou para 36,9% a fatia da empresa negociada em bolsa.

Peres mantém o controle com 33,8% e o fundo de pensão canadense Ontario Teacher’s Pension tem 29,1%. Antes da abertura de capital, a empresa foi impulsionada por ex-sócios, como Goldman Sachs e Bozano, Simonsen. "Antigamente, tínhamos de fatiar o shopping em pedaços, tinha vários donos. Agora, seguimos nossa vocação de ser 100% dono do negócio."

(Alexandre Rodrigues | O Estado de São Paulo)

 

+ posts

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.