Odebrecht e Accor firmam parceria para 3 novos hotéis em SP

O aumento da demanda, combinado à baixa oferta de novos empreendimentos em São Paulo, levou o braço imobiliário da Odebrecht a apostar na construção de três novos hotéis no Estado, em parceria com a Accor, maior grupo hoteleiro do mundo, com Valor Geral de Vendas (VGV) total de 258 milhões de reais.

A capital paulista receberá o principal projeto da parceria com a construção de um complexo hoteleiro na região da Barra Funda, o primeiro no Brasil com a nova marca do grupo Accor, a ibis Styles (antiga All Seasons).

Com foco em hóspedes corporativos, o empreendimento tem VGV de 103 milhões de reais e contará com 308 quartos, com a conclusão prevista para novembro de 2015. Além do hotel, estão previstos no complexo uma torre de escritórios e outra residencial, além de um shopping center.

“Hotelaria é uma oportunidade em São Paulo… a demanda é muito forte e existe carência de novos quartos”, disse o diretor regional da Odebrecht Realizações Imobiliárias, Paulo Melo.

As companhias anunciaram ainda dois novos empreendimentos em Santos, no litoral de São Paulo: Novotel Legend e ibis Valongo, com VGV de 85 milhões e 70 milhões de reais, respectivamente, e conclusão estimada para abril de 2015 e janeiro de 2016.

Os projetos, cujos recursos sairão do caixa da Odebrecht, serão vendidos a investidores. Para a construção, a companhia deve recorrer a uma linha de financiamento voltada ao mercado imobiliário, ainda em negociação.

“Existe uma carência de novos hotéis em São Paulo…ficamos muito tempo sem nada ser apresentado”, afirmou o diretor de desenvolvimento da Accor para a América Latina, Abel Castro. “Existe uma oportunidade muito grande em São Paulo”.

Segundo ele, seria necessária a inauguração de 18 novos hotéis a cada ano para acompanhar o atual ritmo de crescimento da demanda.

A parceria, por meio da qual a Odebrecht já possui três hotéis na Bahia, encerra um hiato de dez anos sem lançar empreendimentos hoteleiros na cidade de São Paulo.

Com portfólio de 15 hotéis no país, 9 deles já lançados com VGV total de 1,075 bilhão de reais, a Odebrecht Realizações Imobiliárias elegeu o modelo de “complexo multiuso” como estratégia para se diferenciar no segmento hoteleiro e driblar a escassez de terrenos bem localizados nas grandes cidades.

“Acreditamos no modelo de desenvolvimento imobiliário de cidade compacta, com lojas, escritórios e hotel no mesmo local”, disse Melo. “Isso cria valor e conveniência”. Embora com variações, os três novos empreendimentos anunciados nesta terça-feira integram este formato.

“Comprar terreno bem localizado em São Paulo apenas para construção de um hotel é uma equação difícil”, acrescentou o executivo. “A ideia é equilibrar o mix do projeto com empreendimentos múltiplos”.

Ainda segundo Melo, o braço imobiliário da Odebrecht deve anunciar outros dois empreendimentos hoteleiros na capital paulista até o final do ano.

Em 2011, a Odebrecht Realizações Imobiliárias apresentou lançamentos da ordem de 3 bilhões de reais e apurou faturamento de 1,5 bilhão de reais.

(Vivian Pereira | Reuters)

+ posts

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *