Sabemi desengaveta plano de expansão

Planejada há cerca de quatro anos, mas adiada depois da crise internacional do fim de 2008, a expansão da rede própria da gaúcha Sabemi pelo país começa a sair do papel. Focada nos segmentos de seguros de vida, prestamista e acidentes pessoais, crédito consignado e pecúlio, a empresa pretende, até o fim do ano, ampliar de três para até 100 o número de lojas em 17 Estados das cinco regiões do país, além do Distrito Federal.
 
Segundo o diretor-presidente Antonio Túlio Severo, 30 unidades serão inauguradas no primeiro semestre e o investimento previsto para a expansão da rede é de R$ 5 milhões. O valor soma-se a outros R$ 6,8 milhões programados para o ano no reforço dos sistemas de tecnologia e treinamento. O número de funcionários também deverá crescer dos atuais 400 para cerca de 700.
 
A Sabemi tem os servidores públicos e os aposentados e pensionistas do INSS como público-alvo e está em negociação para distribuir produtos de bancos parceiros, incluindo abertura de contas, financiamento ao consumo e crédito pessoal. Severo conta que parte do crédito consignado distribuído aos segurados já é bancada com recursos de instituições como Bradesco, Itaú e Daycoval.
 
Com patrimônio líquido de R$ 128,8 milhões no fim de 2011, a Sabemi já lançou dois Fundos de Investimentos em Direitos Creditórios (FIDC), em 2007 e 2011, totalizando R$ 275 milhões. Para 2012 prevê aumento na casa de 25% nas receitas totais, ante os R$ 115,1 milhões do ano passado. A empresa lucrou R$ 27 milhões, 31% mais do que em 2010.
 
A Sabemi opera com uma rede de 600 correspondentes no país e o desempenho projetado para este ano já reflete parcialmente a expansão da base de unidades próprias, explica Severo. A empresa tem 300 mil clientes na área de seguros e R$ 1,2 bilhão em empréstimos consignados, um terço na carteira própria e o restante com recursos de terceiros. A produção mensal chega a R$ 60 milhões.

(Sérgio Ruck Bueno | Valor)

+ posts

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *