São Paulo e Rio disputam área de pesquisa da GE

Os Estados de São Paulo e Rio estão no páreo para abrigar o centro de P&D (pesquisa e desenvolvimento) da General Electric – investimento de US$ 150 milhões e que resultará na geração de 300 empregos de engenharia, informa Mariana Barbosa, em reportagem na Folha desta sexta-feira.

O centro brasileiro será o segundo maior da GE em número de engenheiros. Fora dos EUA, a companhia possui centros na Índia (450 engenheiros), na China (250) e na Alemanha (100). A GE iniciou entrevistas com engenheiros e a expectativa é que em junho seja definido o local que abrigará o prédio de 30 mil metros quadrados.

Segundo o vice-presidente e líder global dos centros de P&D da GE, Mark Little, os fatores que vão determinar a escolha são: potencial para atrair mão de obra qualificada, proximidade de clientes e incentivos governamentais. "Nosso negócio é gerar soluções para as companhias", disse Little à Folha.

Cerca de 50% a 60% dos projetos são custeados pela GE. O restante é feito por empresas parceiras e/ou governo. Depois, a GE vende os equipamentos que resultaram da pesquisa.

(Mariana Barbosa | Folha)

+ posts

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.