Segunda fábrica no país da Caterpillar será no PR

A Caterpillar adquiriu uma fábrica na cidade paranaense de Campo Largo para instalar sua segunda unidade de produção no Brasil. O plano é levar para lá a produção de retroescavadeiras e carregadeiras de rodas de pequeno porte, desativando essas linhas na unidade de Piracicaba (SP).

No terceiro trimestre do ano que vem, a Caterpillar espera iniciar a fabricação das primeiras máquinas na instalação paranaense, que foi erguida pela Chrysler no fim da década de 1990.

O começo dos trabalhos de adaptação da fábrica está previsto para o último bimestre deste ano. O projeto está dentro de um programa de investimentos no país da ordem de US$ 180 milhões, incluindo a ampliação da fábrica de Piracicaba, que vai ganhar espaço para expansão de capacidade com o remanejamento da fabricação de retroescavadeiras e carregadeiras.

No total, a fábrica paranaense vai empregar 1.000 pessoas quando estiver operando a plena capacidade. O presidente da filial brasileira, Luiz Carlos Calil, disse que o fato de a companhia encontrar uma fábrica pronta determinou a decisão de levar o investimento a Campo Largo. "Percebemos que o layout (da fábrica) se encaixa em mais de 80% de nossas necessidades", comentou o executivo.

A área do terreno em Campo Largo é de 1 milhão de m2, sendo que a fábrica ocupará 50 mil m2 após a reforma. Também pesou na escolha do município a proximidade a "uma boa cadeia de abastecimento", que já supre em parte as montadoras instaladas na região. Além disso, Calil citou vantagens em logística, já que a fábrica está 120 quilômetros do Porto de Paranaguá.

Atualmente, a Caterpillar brasileira exporta para mais de 120 países a partir de Piracicaba. Nessa unidade, que iniciou as atividades em 1976, a empresa planeja atrair fornecedores estratégicos para dentro do terreno de 3,8 milhões de m2 onde a unidade está instalada.

(Eduardo Laguna | Valor)

+ posts

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.