Usiminas vai investir R$ 3,2 bilhões em 2010

A Usiminas abafou altos-fornos, adiou investimentos, fez o primeiro programa de desligamento de empregados da sua história e perdeu mercado em alguns segmentos, como o automotivo. Mas pretende mudar esse quadro em 2010. A empresa vai anunciar até o fim do mês um plano de investimentos de R$ 3,2 bilhões para este ano. E ainda poderá tirar da gaveta um dos investimentos suspensos no ano passado – o da construção de uma nova usina de placas em Santa do Paraíso (MG).

Os R$ 3,2 bilhões superam a média anual de todos os investimentos feitos entre 1999 e 2007, fase anterior à crise, em que o setor siderúrgico passou aquecido. Em Ipatinga (MG), a Usiminas, fará a expansão da capacidade de produção de chapas grossas com uma nova tecnologia de resfriamento acelerado. Vai expandir também a capacidade instalada da coqueria 3 e a Unigal, unidade de produção de galvanizados. Em Cubatão (SP), o plano é abrir uma nova linha de tiras a quente. E em Itatiaiuçu (MG), onde está a mina, o objetivo é expandir significativamente a capacidade de produção de minério de ferro.
O ano de 2010 poderá marcar também o início das obras de Santana do Paraíso, cujo orçamento não está incluído no plano de investimentos de R$ 3,2 bilhões. A construção da usina, com capacidade de cinco milhões de toneladas por ano e custo estimado de US$ 6,1 bilhões, foi suspensa no meio do ano passado, depois que o caixa da Usiminas. foi impactado pelo declínio das vendas de aço.

“Estamos refazendo todos os estudos para Santana do Paraíso”, revelou o presidente da Usiminas, Marco Antônio Castello Branco. A meta é tomar uma decisão até junho.

(Portal Exame)

 

+ posts

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.