Walmart Brasil vai acelerar ritmo de inaugurações

São Paulo – O Walmart Brasil vai acelerar o ritmo de inaugurações de lojas até o fim do ano, disse hoje o presidente da companhia, Héctor Núñez. Segundo ele, foram abertas cerca de 30 lojas até o momento, do total de até 110 previstas para este ano, que devem consumir investimentos aproximados de R$ 2 bilhões.

Vamos carregar as inaugurações no segundo semestre, focando na bandeira Todo Dia (voltada à classe C)", afirmou, acrescentando que mais da metade dos investimentos serão alocados na Região Nordeste.

Para 2011, o executivo ressaltou que os aportes destinados à abertura de lojas "continuarão agressivos", sem dar maiores detalhes. "Nosso orçamento já foi finalizado e aprovado (pela matriz nos EUA)", afirmou.

Núñez destacou que os investimentos realizados pela companhia no Brasil são os maiores entre os países em que o Walmart atua, excluindo os Estados Unidos. Ele disse ainda que as taxas de crescimento das vendas no Brasil superaram as demais operações internacionais da companhia.

Sobre o mercado brasileiro, ele afirmou que o crescimento das vendas no primeiro semestre foi "próximo à média do mercado". Conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o volume das vendas nos supermercados e hipermercados acumula alta de 10,1% sobre o mesmo período do ano passado.

O executivo ponderou que as vendas nos meses de junho e julho foram afetadas pela Copa do Mundo, "com os resultados ficando abaixo do esperado".

Para a segunda metade do ano, Núñez disse prever uma aceleração das vendas, com destaque para o quarto trimestre. "As condições estão aí, com a confiança do consumidor em alta. O setor varejista como um todo cresce fortemente. O brasileiro nunca teve a acessibilidade (à compra de bens) que tem hoje."

Questionado sobre o movimento do varejo em direção à ampliação da representatividade de bens duráveis nos resultados, o presidente do Walmart descartou a intenção da companhia em ter uma bandeira específica para este segmento. "Vamos trabalhar com a venda de eletroeletrônicos dentro dos nossos hipermercados, sem nenhuma loja especializada", disse.

Pesca

O Walmart assinou hoje com o Ministério da Pesca e Aquicultura um acordo de compromisso com o desenvolvimento de práticas sustentáveis do setor. Entre as iniciativas, estão a ampliação da oferta nas lojas do Walmart de pescado artesanais e da Amazônia e, até 2013, contar com 100% dos produtos com a identificação da origem dos fornecedores. "Estamos engajados em construir uma cadeia do pescado mais sustentável", afirmou Núñez.

(Rodrigo Petry | Portal Exame)

 

+ posts

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.