Grandes fusões e aquisições são esperadas para 2013, aponta Merrill DataSite

A Merrill DataSite, desenvolvedora de solução de data room virtual (VDR), em parceria com a consultoria Mergermarket, divulgou o M&A Monthly Insider Report, relatório sobre o movimento das fusões e aquisições previstos para esse ano e os que aconteceram no segundo semestre de 2012, em todas as partes do mundo.
 
 Segundo Ana Paula de Castro, VP da Merrill DataSite no Brasil e América Latina, em 2013 são esperados grandes negócios no setor de Construção e Infraestrutura no Brasil. “São setores promissores, principalmente pelo fato de que falta pouco mais de um ano e meio para a Copa do Mundo de 2014 e apenas praticamente metade dos estádios está concluída”, diz.
 
 Quanto a 2012, o estudo revelou ainda que as fusões e aquisições na América Latina no segundo semestre do ano passado (US$ 46,9 bilhões, 267 transações) caíram 35,9% em comparação ao mesmo período de 2011 em termos de valor de negócios (US$ 73,2 bilhões, 316 transações). Em relação ao primeiro semestre de 2012, foram 346 transações, no valor de US$ 68,8 bilhões.
 
 Enquanto o valor agregado de negócios de M&A no último trimestre do ano (US$ 32,9 bilhões, 125 transações) cresceu em comparação ao terceiro trimestre de 2012 (US$ 14 bilhões, 142 transações) e ao quarto trimestre de 2011 (US$ 28,6 bilhões, 157 transações), o volume de negócios foi o mais baixo desde o primeiro trimestre de 2010 (104 transações).
 
 No geral, dada a incerteza econômica global, houve uma queda do número de negócios na região em 2012, pela primeira vez desde 2009, após dois anos consecutivos de crescimento. O Brasil, apresentou 42,9% do valor de negócios na América Latina no segundo semestre de 2012. No período, o Brasil contabilizou 129 transações no valor de US$20,1 bilhões.
 
 Private Equity
 
 O relatório da Merrill DataSite apontou ainda que, embora o desempenho geral de M&A na região não tenha sido impressionante em 2012, o setor de Private Equity alcançou volumes surpreendentemente altos. O número de aquisições tendo como alvo a América Latina (52 transações em 2012) cresceu 23,8% comparativamente a 2011 (42 transações), o volume mais alto registrado pela Mergermarket.
 
 Os negócios, porém, foram significativamente menores, uma média de US$ 71 milhões em comparação aos US$125 milhões em 2011. Ao mesmo tempo, os volumes de saída em 2012 (US$ 2 bilhões, 15 transações) foram ligeiramente mais baixos do que em 2011 (US$ 2,2 bilhões, 16 transações).
 
 No segundo semestre de 2012, segundo destacou o estudo, o setor de Energia, Mineração e Serviços Públicos, com 35 transações no valor de US$ 11,6 bilhões, foi o mais ativo na América Latina, com 24,8% de market share em valor de negócios.
 
 O setor de Serviços Financeiros (US$ 8,3 bilhões, 27 transações) foi o segundo mais ativo, contabilizando 17,8% de todos os negócios. Em termos de volume, o setor de Consumo dominou no segundo semestre de 2012 mais uma vez, com 61 transações ou 24% de market share. O setor Industrial & Químico foi o segundo mais ativo em volume, com 42 transações ou 15,8% de market share.

(Fusões e Aquisições)

+ posts

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.