Marfrig fará oferta pública primária de ações de R$ 1,1 bilhão

A Marfrig fará oferta pública primária de ações para obter cerca de R$ 1,1 bilhão. Os recursos serão utilizados para reforçar a estrutura de capital da empresa.
 
Segundo comunicado divulgado hoje, a companhia apresentou pedido de análise da operação à Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). A oferta poderá ser acrescida em 20% com o lote adicional e em 15% com o lote suplementar.
 
A controladora MMS Participações manifestou a possibilidade de subscrever ações da companhia no âmbito da oferta prioritária. Adicionalmente, a BNDESPAR, acionista detentora de 13,94% do capital da Marfrig, informou que está analisando a possibilidade de subscrever as ações a que tem.
 
Debêntures
 
A oferta de ações e o aumento de capital, conforme previsto na escritura da 2ª emissão de debêntures, possibilitam a conversão dos ativos em ações na operação. Pelos termos da escritura, a BNDESPar, detentora de 99,96% das debêntures, poderá converter todos os títulos pelo preço por ação da oferta.
 
Caso a oferta seja concluída até 6 de fevereiro de 2013, a BNDESPar informou que limitará a conversão das debêntures ao montante de um terço do total da oferta, considerando os lotes adicional e suplementar.
 
O direito de conversão poderá ser exercido no prazo de até 30 dias a partir do anúncio da oferta. As debêntures que não forem convertidas continuarão submetidas aos termos anteriores da escritura.

(Daniela Meibak | Valor)

+ posts

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *