Essilor prevê recursos de US$ 35 milhões para o Brasil

A Essilor, fabricante francesa de lentes, vai investir US$ 70 milhões, neste ano, na América Latina, sendo metade no Brasil. Os recursos serão usados para melhorias de produção, pesquisa e expansão geográfica. Isso porque parte desse dinheiro vai ser destinado a um processo de consolidação na região. A estratégia da empresa é comprar pelo menos 51% de laboratórios locais para o processamento de lentes.
 
No Brasil, a Essilor tem uma fábrica em Manaus e participação em 11 laboratórios. A empresa possui ainda mais duas associações no México e na República Dominicana. Até 2015, a Essilor quer somar 30 associações na América Latina, revela ao Valor o presidente da Essilor para a América Latina, o brasileiro Tadeu Alves.
 
"No setor de lentes, temos que seguir investindo constantemente para sermos mais competitivos", afirma Alves. De acordo com ele, há negociações em curso no Chile, Colômbia, Peru, Venezuela e países da América Central. "São negociações que, às vezes, duram dois ou três anos", diz o executivo.
 
A Suntech, de Itupeva (SP), fabricante da grife australiana HB e dona da marca Secret, recebeu três propostas de grupos estrangeiros desde janeiro, conta o diretor comercial da empresa, Silvio Cornaviera. As conversas, acrescenta, estão em curso e as negociações tiveram início após a Luxottica ter comprado o grupo Tecnol, de Campinas, interior de São Paulo, no fim do ano passado.
 
"Não estamos à venda. Esse é o nosso trabalho, da nossa família. Mas é evidente que, dependendo da oferta ou da parceria, estamos abertos às negociações", afirma Cornaviera. A Suntech produz 600 mil óculos por ano, sendo 60% de sol e 40% de grau.

(Valor)
 

+ posts

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.