Catupiry aumenta capacidade em 30%

Boa notícia para quem gosta de borda recheada de Catupiry na pizza: a Catupiry, empresa paulista criadora e fabricante do famoso queijo cremoso, está investindo R$ 5 milhões para triplicar a produção em uma de suas quatro fábricas. Com isso, a produção total da companhia crescerá 30% até o final do ano, de acordo com o gerente comercial, Francisco Protta.

"Nossa meta é chegar ao fim do ano com um faturamento de R$ 180 milhões", diz o executivo. No ano passado, segundo ele, a empresa movimentou R$ 140 milhões em vendas. A unidade que será ampliada é a de Santa Vitória, no Sul de Minas Gerais. A empresa também tem fábrica em Bebedouro e Santa Fé, em São Paulo, e em Doverlândia, em Goiás.

Todas as unidades produtivas da Catupiry fabricam o queijo cremoso criado pelo fundador da empresa, o imigrante italiano Mário Silvestrini, e também novos produtos. Em 2007, a empresa passou por um processo de diversificação, com a criação de uma linha com itens como pão de queijo, bolinhos de camarão e de queijo e requeijão em copo light e com fibras. "Há três anos, tínhamos 8 linhas de produtos e 15 milhões de consumidores anuais. Hoje, são 16 itens e 30 milhões de consumidores. Até o final do ano, com os novos lançamentos que estamos preparando, vamos passar de 25 [itens]", diz Protta.

Nas pizzarias, a Catupiry continua com a campanha para coibir o uso impróprio de sua marca. Muitos estabelecimentos colocam o nome Catupiry no cardápio, mas usam outro queijo. "Só nos últimos oito meses, conseguimos reverter mais de 700 pizzarias, que antes usavam qualquer marca e agora adotaram a Catupiry, a maioria delas sem ação judicial", diz o executivo. Agora, a companhia prepara uma página em seu site em que listará as pizzarias que realmente usam Catupiry em suas pizzas. "Funcionará como uma espécie de programa de fidelização para o consumidor de pizzas", explica Protta.

A Catupiry também está assumindo a distribuição de seus produtos nos Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Até o final do ano, a distribuição no Paraná também deverá ser direta. Hoje, ela é feita por meio de atacadistas. Com a operação direta, o número de pontos de venda da marca deverá se expandir nessa região, onde se concentram 16 milhões de consumidores. No restante do país, a distribuição da Catupiry é mista.

(Lílian Cunha | Valor)

 

 

 

+ posts

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.