equipe de trabalho analisando dados de governança corporativa
equipe de trabalho analisando dados de governança corporativa

Governança corporativa: todas as empresas precisam desta ferramenta

 O termo governança corporativa vem ganhando destaque. Continue a leitura e entenda quais empresas devem aderir a essas práticas e por quê!

No dia a dia do ramo empresarial com certeza você já deve ter ouvido falar no termo Governança Corporativa. Mas você sabe do que se trata e como essas práticas são aplicadas nas empresas?

Governança corporativa nada mais é do que a junção das melhores práticas para a gestão de uma empresa. 

A aplicação da governança corporativa de forma efetiva, dentro dos princípios de gestão, garante que o desenvolvimento econômico e ético sejam seguidos. 

Muito mais do que registrar, analisar e controlar as políticas internas, a governança propõe um modelo de administração que garante a segurança de todos os envolvidos. 

 

O que é governança corporativa?

De acordo com o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), é possível definir governança corporativa como o sistema pelo qual as empresas e demais organizações são dirigidas, monitoradas e incentivadas. 

Dessa forma, são envolvidos os relacionamentos entre os sócios, conselho de administração, diretoria, órgãos de fiscalização e controle, além das demais partes interessadas.

Ainda de acordo com o IBGC, as boas práticas de governança corporativa convertem princípios básicos em recomendações objetivas, alinhando os interesses com o objetivo de preservar e otimizar o valor econômico de longo prazo da organização, facilitando, assim, o acesso a recursos e contribuindo para a qualidade da gestão da organização e sua longevidade.

Apesar do tema ter começado a ser discutido nas grandes corporações de capital aberto, a governança corporativa pode e deve ser aplicada em médias e pequenas empresas com capital fechado, além das estatais.

Resumindo: governança corporativa é um conjunto de boas práticas para aumentar a confiança de todas as partes interessadas, diante dos administradores de qualquer empresa.

 

Os princípios da governança corporativa

Existem quatro princípios básicos que permeiam as práticas da governança corporativa. Desta forma utilizar essas premissas de forma adequada resulta em clima de confiança tanto no ambiente interno quanto externo de uma organização. São estes:

 

Transparência

A transparência se refere à entrega permanente de todas as informações que sejam de interesse direto dos envolvidos e não apenas as obrigatórias por determinação. 

Além dos informes financeiros, devem ser entregues materiais que norteiam a ação gerencial que conduzem a preservação e a otimização do valor da organização.

 

Equidade

Independentemente da posição dentro de uma empresa, todos devem ser tratados de igual forma, sempre levando em conta seus interesses, necessidades, direitos, deveres e expectativas.

 

Prestação de contas

A prestação de contas de uma empresa deve ser realizada de forma clara e objetiva, possibilitando o entendimento de todos os interessados. Além disso, cabe aos responsáveis também assumir as responsabilidades e as consequências de seus atos e omissões.

 

Responsabilidade corporativa

Os agentes da governança devem zelar pelo sistema e pelo ambiente em que a organização está inserida. Ainda, devem ser levados em consideração o capital intelectual, financeiro, social, manufaturado, humano, ambiental e social, a curto, médio e longo prazos.

 

Governança como pilar ESG

Um termo bastante usual nos últimos tempos são as práticas de ESG, ou seja, os cuidados Ambientais, Sociais e de Governança. Sendo assim, a Governança corporativa faz parte desse “pacote” de ações que as empresas estão cada vez mais preocupadas em cumprir e implantar dentro das suas organizações.

Cuidar do meio ambiente, ter responsabilidade social e adotar melhores práticas de governança são fatores que ajudam no balanço positivo das empresas. Ou seja, negócios que têm um comprometimento com as melhores práticas de gestão acabam tendo uma operação mais sustentável em vários aspectos, incluindo a gestão de riscos, a economia da organização e, como consequência, a geração de melhores resultados ao longo do tempo.

Além disso, os índices de governança também têm grande impacto em avaliações financeiras. Estes são um dos pontos avaliados por investidores na hora de optar por investir ou não em um negócio. 

 

Consultoria em governança corporativa

Recentemente, a Apsis implementou sua nova área de governança corporativa, gestão de riscos e compliance

A consultoria da Apsis atua conforme as melhores práticas, sempre de acordo com a realidade da empresa, por meio da implementação gradativa dos processos necessários dentro da governança corporativa.

Contamos com uma equipe qualificada para oferecer as melhores soluções para a sua empresa. Entre em contato conosco e solicite seu orçamento.

Fabio Brasiliano
+ posts

Share this post