grupo de empresários do time de compliance de uma organização

Compliance: entenda a importância dentro das organizações

Regras, leis e regulamentos existem em todas as esferas da nossa vida. E não é diferente com as empresas. Entenda o conceito de compliance e sua importância para as companhias.

“Compliance” é um termo que vem ganhando destaque nos últimos anos e está diretamente ligado à governança corporativa, mas o que, de fato, ele significa?

Compliance vem do termo em inglês “to comply”, que significa estar de acordo com uma norma ou regra. Ou seja, compliance tem a ver com a conduta e a postura de uma empresa com relação às regras – de mercado, governamentais e qualquer outra regulamentação. 

A necessidade e a cobrança por transparência e lisura das marcas vêm, além do mercado, da própria sociedade. O silêncio e a omissão diante de um desvio ou uma irregularidade não são mais toleráveis.

 

Função do compliance

O compliance tem a função de criar e adequar mecanismos que buscam evitar problemas que poderão prejudicar os negócios no futuro. 

Na prática, tem o objetivo de fornecer segurança e minimizar riscos de empresas, garantindo o cumprimento dos regimentos internos, além das leis estabelecidas, dentro e fora da organização.

Pode parecer uma definição simples: basta seguir as regras! Porém, o compliance deve ser estendido para todas as áreas da empresa, do CEO ao estagiário. Todas as pessoas físicas que trabalham na empresa, fornecedores e demais membros ligados ao negócio devem seguir as políticas implementadas, visando estar de acordo com as regulamentações.

 

Quais são os passos para implantar o compliance na organização?

Alguns passos devem ser seguidos para iniciar a política de compliance na sua empresa. Entre as primeiras ações, podemos destacar: 

  • Elaboração de um código de conduta interno de linguagem acessível;
  • Busca de profissionais para criar um setor especializado – e aqui entra o importante papel da consultoria, uma vez que é preciso contar com profissionais experientes e qualificados para a elaboração do programa de compliance da empresa;
  • Repercutir entre os colaboradores a importância de seguir os padrões registrados no código de conduta;
  • Criar um canal direto de denúncia, pelo qual os colaboradores possam relatar atividades que estejam em desconformidade com os preceitos da empresa;
  • Registrar e mapear os processos internos que necessitam de atenção;
  • Realizar auditorias periodicamente;
  • Investir em melhorias e atualizações constantes.

Para trabalhar com todas essas questões, deve estar disponível o profissional de compliance, que será o responsável pela implementação e pela gestão de todas as práticas do setor. 

 

Vantagens da empresa com a implementação do compliance

Implementar uma área específica para compliance na organização tem suas vantagens. Entre as principais, destacamos: 

  • A vantagem competitiva com relação às empresas do mesmo setor;
  • A empresa fica mais atrativa para investidores;
  • Credibilidade com clientes e fornecedores;
  • Maior eficiência e qualidade nos produtos e serviços oferecidos;
  • Governança corporativa eficiente;
  • Programas de sustentabilidade eficientes;
  • Identificação e avaliação rápida de casos que estejam em desconformidade com a política da empresa. 

 

Conclusão

Leis e determinações são criadas para serem seguidas, visando garantir um ambiente empresarial de colaboração e competição saudável, em que todos jogam o mesmo jogo. 

Os programas de compliance têm justamente o objetivo de implementar, nas organizações, as melhores práticas para garantir que estejam em conformidade com as regulamentações. 

A Apsis tem uma equipe de auditores especializados em implantar o compliance na sua organização. Basta entrar em contato para entender como podemos te ajudar! 

Fabio Brasiliano
+ posts

Share this post